segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Desencontros

As nossas vidas se desencontraram. Ninguém quer mais saber de alguém. Você pegou a direita e eu a esquerda. Eu fujo, você foge. Somos dois idiotas, deixamos morrer. Não lutamos. Ficamos sentados à espera de alguém tomar a atitude. O que de fato aconteceu: ninguém se mexeu.
Talvez nosso maior erro é querer que o outro vá, faça alguma coisa em relação à isso. Tá desmoronando. Você não aguenta mais, eu também não. Era bom. ERA. E agora? Não tá nada bom.
Eu tô aqui, repara. Sei que você tá ae. Chega aqui e desenrola. Diz tudo. Mas não ficamos nessa maria-mole. Eu tô aqui, quietinha. É meu jeito. Sei lá. A gente não forma 1 juntos. Você é oposto e eu metade. Isso vai acabar com a gente. Você sabe. Eu sei. Todos sabem. Não me pede nada à respeito disso. Foi vindo e eu escrevi. Tentei colocar tudo. Tá meio estranho. Mas é isso. Cabô assunto. Cadê você me ligando pra me contar o teu dia? Ein?!....





Patricia Ribeiro




Nenhum comentário:

Postar um comentário