quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Platonicidade.


É amor e desde que te vi eu sabia, eu sabia bem o que iria acontecer. Vidência? Não. Mas me conheço bem o suficiente para saber que, amor. Amor que sufoca, que tortura, que deixa tonto, desconfigura. Paixão atordoante, desconjuntante, eu vou morrer.
Eu vou morrer quando te olho nos olhos, tão bonitos, e quando sinto seu perfume. Vou morrer em cada abraço, em cada palavra que a gente diz e nada soam.
E o jeito que você deixa os seus cabelos, e como se veste e como ri. Estou me sufocando de paixão e quando penso em você logo fico quente, inconsciente; eu vou morrer. De tanta vontade, de tanto querer, de tanta saudade; Eu amo você.


Jéssica Bett.

Um comentário:

  1. Confesso que o me atraiu pra esse texto em primeiro momento, foi o título. Tenho um poema com o mesmo título. rsrs
    Comecei a ler e me encantei, muito lindo!
    Seu blog é uma graça!

    Bjos
    entrereaiseutopias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir